Paródia – Mãe Única

[ad#admin]

Por que horrorizar-me?

Eles estão matando uns aos outros

Nos campos, nas matas,

Nas regiões aquáticas, nas grandes geleiras,

Nos oceanos e mares.

A Mãe Natureza não se adapta ao homem.

Ela sofre aos berros e poucos a defende.

Quando chega a inspeção

O homem usa de mimetismo

“Homo Sapiens” duma figa!

Morreram milhões

mas bastou ficar Adão e Eva

para tudo começar.

Alguém precisa aliviar a Mãe Natureza.

A formação rochosa

é a sua cadeia óssea

afetada pela osteoporose.

Sua formação vegetal

é a sua rica vestimenta

afetada pelas mãos da traça humana.

Seus vulcões

se revoltam ascendendo as chamas

gritando, formando ecos de dor.

E como medula da Mãe,

vão perdendo a cartilagem.

O sol, a menina dos olhos da nossa mãe

com o calor de suas pálpebras

vem agredindo o seu próprio sangue.

A lua

que coordena o  ritmo cardíaco da Mãe,

sofre de uma exploração,

de danos morais perpétuos

destruindo assim

através do tempo

a orquestra sinfônica do mundo

a mãe que amamenta a humanidade,

a mãe natureza!

 [ad#admin]

Author: Doress

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *