O fenómeno que não acaba

[ad#admin]

O FENOMENO QUE NÃO ACABA

Nossa olha ai, cuidado, passa de vagar, desvia a esquerda, noutro lugar desvia a direita, pare vai cair, olha lá. Meu deus é todo lugar que se encontra. E quantas vidas já ceifaram, vem à chuva enchem de água, carros caíram nele encapotaram prejuízos materiais e às vezes invalidez permanente nas pessoas que queriam passar tranquilo e seu caminho foi impedido.

Porque é assim, há é culpa das muita chuva, da seca, são muito pesados os caminhões, será que não foi bem feito o asfalto, eu nem imagino só encontro em todo lugar. Nas rodovias pedagiadas eles cobram as taxas a cada 40/ 50 km e mantêm sem eles. Meu Deus é tanto que tem em todo lugar do Brasil, perímetro urbano, rural, nos municípios, nos Estados, sabe até aonde, lá na no Morumbi, no Alphaville, na Barra da Tijuca, na esplanada dos ministérios.

Parece um fenômeno que ninguém se importa com ele, a população deveria exigir mais o retorno dos seus impostos aplicado principalmente para estradas, rodovias, estradas vicinais, ruas, vielas, corredores é neles que passam os seres humanos, animais, a comida, a saúde, passa o amor, o socorro a alegria, o padre o pastor.

Conta para mim ai na tua rua tem, no seu bairro, na sua cidade, em frente seu trabalho, o comercio, a Faculdade, a Igreja. Precisamos deixar de conviver com ele, desviar dele, passar perigo toda hora todos os dias, noticias de vidas ceifadas, vamos fazer nossa parte, porque os pássaros voam não se preocupam os animais não falam os carros não gemem, os políticos e ricos também voam e nós que vemos , passamos, e esta tão perto de nós, e sempre cresce não tapam sozinhos.

Precisamos tomar uma atitude tapar ou juntar a comunidade para ir até o prefeito dar um jeito entupir este fenômeno que não acaba “o BURACO”.

 [ad#admin]

Author: PROFRUBENS

Rubens Pesconi da Silva – Mestre em Contabilidade e Controladoria Professor Universitário, Assessor & Consultor Empresarial/Administrativo, Financeiro/ Controller, Organização, Reorganização, Palestrante, Treinamentos. Mestre (Stricto Sensu) em Contabilidade e Controladoria, Pós-graduadas (Lato sensu) em Auditoria Fiscal e Tributaria graduado em Ciências Contábeis pela Faculdade de Odontologia de Bauru (1985). Professor de Contabilidade nos cursos de Ciências Contábeis e Administração na área do conhecimento contábil e professor de ensino fundamental e médio. Analista de Contas do Tribunal de Contas, com experiência na área de Administração com ênfase dos Setores Contábeis, Controladoria, Administração Financeira, Auditoria, Tesouraria, Crediário, Contas a Pagar e Receber, Fluxo de Caixa, Investimento em Bancos e Instituição Financeira e Cursos Livres no Brasil.

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *