Como rentabilizar os ativos de um clube de futebol

[ad#admin]

São muitas as formas de rentabilizar um clube de futebol. Nos dias de hoje, os recursos humanos conseguem angariar novas receitas graças às prestações desportivas da respetiva equipa, mas também da exploração da sua imagem junto dos sócios e adeptos.

Não há dúvidas que o maior ativo de um clube é a sua massa humana. Mas são os atletas, sobretudo os bons talentos, que atraem investimentos, publicidade e canalizam os holofotes da fama para o clube. Saiba como rentabilizar os principais ativos de um clube de futebol.

1. Marketing e publicidade

Um clube de topo, como por exemplo o Benfica, Porto ou Sporting, entre outros colossos europeus, têm atletas de grande qualidade que atraem o interesse das marcas e dos públicos. Estes ativos podem ser usados para captar publicidade para o clube e rentabilizar a sua atividade. Boas campanhas publicitárias com jogadores de um clube trazem dividendos para a estrutura, assim como a cedência de espaços para ações de marketing ou eventos.

2. Captação de sócios

Um clube que não tem ativos, ou seja, atletas, equipa técnica esforçada, infraestruturas de qualidade, dificilmente consegue captar adeptos. Se os sócios não sentirem o esforço da equipa não vão pagar quotas. Um clube que queira aumentar o número de lugares nas bancadas pode e deve usar os seus ativos para fazer operações de marketing junto dos sócios. As vitórias nos jogos, independentemente do seu favoritismo nas principais casas de apostas e/ou comunicação social, e o trabalho árduo de equipa são boas ferramentas para conquistar adeptos. A abertura das infraestruturas a outras modalidades e equipas traz igualmente acréscimo de receitas captadas pelos jogos oficiais.

3. Exemplo para os mais novos

Nada melhor que uma série de ídolos para incentivar os mais novos a inscreverem-se no clube. Os mais velhos são um exemplo e uma boa estrutura com instalações de qualidade dão confiança aos pais para inscreverem os filhos nas escolinhas.

4. Promoção do clube

Os atletas e a equipa técnica são, talvez, os maiores ativos que o clube tem para se promover. Os seus rostos são automaticamente reconhecidos por adeptos e ‘rivais’ e constantemente usados para que o nome de clube seja falado. A sua participação em eventos e outras ações captam a atenção dos holofotes da imprensa. A sua fama é a melhor arma que o clube tem para andar nas bocas do mundo.

5. Merchandising

Um clube atrai uma infinidade de adeptos e fãs dispostos a investir em acessórios e material de merchandising. Desde camisolas a equipamentos dos atletas, passando pelos artigos para o lar, gadgets, tudo seduz os seguidores. Estes estão sempre desejosos de ter artigos com os quais se identifiquem e o merchandising é uma das maiores armas de um clube para rentabilizar a sua marca.

6. Solidariedade

Tanto os espaços, como os atletas são parte essencial na criação de uma imagem positiva do clube na sociedade. As ações de solidariedade não trazem ganhos imediatos, mas a longo prazo o lucro é evidente. Uma equipa e grupo desportivo preocupados e empenhados com causas sociais captam a atenção das marcas, pois atraem multidões.

7. Ganhos desportivos e económicos

Quanto maior for o talento dos jogadores, maior será o seu reconhecimento internacional. Com o respeito dos seus pares conquistados e a aposta na formação, o clube vai conseguir vender os seus atletas por um preço mais elevado e alcançar um estatuto desportivo de respeito.

[ad#admin]

Author: LuisEsteves

Apaixonado por jogos de casino e por apostas online, no futebol é adepto de dos melhores clubes de topo, como por exemplo o Benfica, Porto ou Sporting, entre outros colossos europeus.

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *