Como fazer uma gestão eficaz de uma equipa de futebol

[ad#admin]

Ser treinador de futebol não é umas das profissões mais fáceis e simpáticas do mundo. É verdade que poderá ser bastante gratificante, pois o bom desempenho da equipa, a alta produtividade e a conquista de títulos é fruto do seu trabalho. Mas, nos momentos menos bons, a responsabilidade também é atribuída ao treinador.

Sendo o futebol um desporto de grande popularidade é legítimo que o treinador tenha muitas exigências e trabalho, dado que os meios de comunicação social estão sempre atentos ao desempenho dos clubes. Por mais que as críticas sejam um modo de atrair atenção dos adeptos, os treinadores é que sofrem as consequências. Dessa forma, o treinador deverá adotar a melhor postura possível (pessoal e profissional) para elaborar uma boa gestão do grupo de trabalho.

Liderança

O treinador é, antes de tudo, um líder. É ele quem comanda e orienta todo a equipa e, como tal, não deve ser considerado uma espécie de ditador que espera que os jogadores simplesmente acatem as suas ordens. Um bom líder trabalha em equipa, aposta numa troca de experiências e está sempre aberto a sugestões.

Planeamento

O treinador deve programar estratégias, treinos e competições. Assim como tudo na vida, uma boa equipa de futebol obtém um sucesso maior quando sabe planear antecipadamente suas ações.

Comunicação

Uma boa comunicação é fundamental para a clareza dos factos e para a troca de opiniões. É necessário saber ouvir para ser respeitado, assim como orientar com humildade.

Entusiasmo

Para que o treinador tenha uma equipa motivada e interessada, deverá ser o primeiro a demonstrar entusiasmo pela mesma. É de extrema importância a necessidade de fazer com que os jogadores se sintam capazes e produtivos em todas as alturas, para que as metas estipuladas sejam alcançadas.

Integridade

Um treinador tem que ter a confiança dos seus jogadores. Para que isto seja possível, é preciso que ele seja íntegro, equitativo e honesto. A integridade é uma característica comum nos treinadores que contam com a confiança de várias pessoas e essa qualidade deve estar sempre acompanhada de uma enorme acessibilidade, coragem e perseverança. Além de todas estas características, existem outras de ordem técnica que precisam de ser observadas e incorporadas por toda equipa.

Programação

O treinador, em conjunto com a equipa técnica, é responsável por organizar os horários das viagens, das concentrações para os jogos, dos treinos, das folgas e do lazer dos respetivos atletas. Essas funções devem estar harmoniosamente bem distribuídas para que o desempenho dos jogadores em campo não seja prejudicado.

Treino

Conhecer as características singulares dos jogadores, posicioná-los devidamente em campo, saber onde mais rendem, observar a criatividade e a capacidade de improviso dos jogadores mais técnicos e criativos faz parte das competências do treinador nos treinos da equipa.

Para explorar todas as qualidades de um determinado jogador, o treinador também precisa de ter em conta a identificação das habilidades dos jogadores com a bola, nomeadamente ao nível do passe, receção, desmarcação e remate, entre outros pormenores técnico/táticos.

Em jeito de conclusão, apesar de todas as dificuldades que um treinador encontra para desempenhar a sua função, a organização, a observação e o trabalho serão sempre fatores decisivos para o sucesso de qualquer gestão de equipas e de personalidades.

[ad#admin]

Author: LuisEsteves

Apaixonado por jogos de casino e por apostas online, no futebol é adepto de dos melhores clubes de topo, como por exemplo o Benfica, Porto ou Sporting, entre outros colossos europeus.

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *