Declaração de Amor Em Nove Músicas
Abr02

Declaração de Amor Em Nove Músicas

[ad#frann] Texto elaborado em 2006 para um Casal, amigos meus, que conviveram durante um bom tempo como grandes amigos sem perceber que um era apaixonado no outro! Por fim, as músicas, relatam verdadeiramente uma história de amor, músicas preferidas dos dois! Eu me lembro bem… você implicava comigo e o meu comportamento egoísta junto com seu temperamento difícil. Sei que você me achava meio chato e eu te achava esquisito! Mas...

Read More

Bonequinha Barbie

[ad#admin] Bonequinha Barbie Eu não reclamo, pois tenho do meu lado uma menina. Muito diferente das que já conheci É uma menina mulher Uma boneca igual, eu nunca vi. Minha bonequinha Barbie rosto lindo de princesa Quando aproximo dela vou sempre com delicadeza. Tens olhos azuis que brilham como cristais, Sinto quando me fitam cravando no peito como punhais São azuis que alucina pelo brilho que tem É uma rosa que machuca, mas não dói....

Read More

O negro O Milagre

[ad#admin] O negro O Milagre.   Inicio     Por volta das vinte horas todos estavam ocupados com os preparativos de aniversario do menino Juninho. Pela janela do quarto sem que ninguém notasse entra um homem; Tendo este homem uma idade não superior a de trinta e cinco anos, sendo ele de cor escuro. Este homem não muito bem vestido, com suas roupas um tanto maltrapilhas e com a pouca iluminação da residência, não notaram...

Read More

Amar perdidamente esta montanha (Serra da Estrela)

[ad#admin] Amar, amar perdidamente esta montanha esta forma de ser, esta forma de vida tão simples e tão bela que me ultrapassa fecho os olhos e o que vejo já não sou mais eu mas quem pensava ser e descobri ao caminhar que nada mais sou, nada mais sei ser   Amar, amar perdidamente esta montanha onde um dia me quis perder encontrar-te-ei um dia nela e nesta montanha juntos veremos um novo amanhecer   não sou mais eu, sou...

Read More

Bibliotecas Públicas – Um pedaço da nossa história!

[ad#silverhawk] Antigamente, podíamos dizer que as Bibliotecas Públicas faziam parte de nossa história simplesmente pelo fato de nela conterem livros e tomos que retratavam períodos da história brasileira e mundial. Porém hoje podemos afirmar sem sombra de dúvida que as Bibliotecas são um pedaço de nossa história, justamente porque as crianças de hoje não possuem mais o costume de ir a nenhuma delas, principalmente nas Públicas. Com...

Read More

Dinheiro – Quem é dono de quem?

[ad#silverhawk] Cada dia mais os seres humanos procuram novas formas de ganhar dinheiro (seja através de trabalhos autônomos ou ingressando em alguma Universidade e (ou) cursos de capacitação). Existem até mesmo aqueles que partem para o “lado mais fácil das coisas” e embarcam no mundo do crime realizando inúmeras contravenções e afins. O que as pessoas infelizmente não perceberam ainda são as “energias negativas” que estão...

Read More

Isto é o nosso país

[ad#admin] Querido leitor, pare! Olhe á sua volta! Está a ver? Hum, parece que não, agora olhe e observe verdadeiramente com atenção tudo que se encontra em seu redor… agora já vê? Pois era isso que eu esperava que visse, um país medroso, um país onde o povo tem medo de expressar as suas ideias, um país de falsas escolhas. É vergonhoso não é? Pois também acho que sim, mas mais vergonhoso é pensar que maioria da população reclama mas...

Read More

Nascer …

[ad#admin] Nascer é continuar o que já não tem fim, ter a certeza distraída no meio de uma multidão aos gritos. Nascer é poder ver-te sentindo o que me trouxe até aqui. É acreditar em dias de sol, vivê-los e esquecer tudo, é ignorar tudo o que teve o privilégio do tempo e de mim. Eu, que já vou longe e que não paro de deixar passar a vida por mim enquanto me observo neste pequeno quarto tão perto e tão longe de mim, tão fechado e tão...

Read More

A vida do absurdo

[ad#admin] Este sonho, este mar por onde flutua a porta de quem sou, força infinita que me dita os dias e me leva com eles. Estas ondas onde não páro de banhar-me para continuar a ser alguém, este possível como fim inesgotável, onde vou colecionando mundos que vou descobrindo com a ajuda de tudo. Sou uma singular confirmação do ser, um pedaço antes ausente e agora necessário. Uma voz que posso ouvir em mim de todas as maneiras...

Read More

Maus vizinhos

[ad#admin] Vieste trazer-me, eternamente desconhecido. Lembraste-te sempre de mim sem nunca te conhecer as origens. De anos tão longínquos vieste comigo obrigado à tua espera, fizeste-te a esse ar que te acolheu comigo, agarraste-me e tapaste-me os olhos para sempre. Sem me deixares conhecer quem te viu partir, onde era eu antes de chegares e quem te quis encontrar aqui em mim. Esta sala nunca esteve iluminada em algum espaço...

Read More

Questões – Causas efectivas da permanência de uma mulher, economicamente independente, numa relação amorosa violenta?

[ad#admin] “Se a submissão não se reconhece paradoxal, torna-se invisível para as suas próprias vítimas, como elas próprias acabam por assumir uma atitude de cumplicidade encantada com os dominadores e o seu mundo” (Laura Santos, 1999).   Escolher um tema para estudar é sempre algo de complexo, pois o investigador tem de deparar-se com uma variedade de dificuldades e obstáculos. Dificuldades em problematizar a temática de forma...

Read More

Cavalinho, aos trinta!

[ad#admin] Havíamos dedicado aquele dia aos banhos de sol, e a toda uma tertúlia de caprichos de verão. Somos três raparigas na casa dos trinta, e quem nos conhece, percebe que sentimos um certo respeito pelas veredas da “velhice”. É assim… há quem encare esta ginástica da idade de uma forma tranquila, e outras com uma ávida vontade pela gargalhada, que se deseja que continue sempre menos ajuizada. Estávamos as três trintonas na...

Read More

Amigas

[ad#admin] Esta pequena história que se entrelaça na minha língua, formando palavras soltas, rebenta em gargalhadas quando nos juntamos uma ou outra vez por ano. Fizeramos uma promessa com os mindinhos cruzados, como que um 8 deitado…seria o nosso símbolo do infinito, o de passar a vida inteira juntas, sempre com aquele espírito frutuoso e fresco da adolescência. Conhecemo-nos num vão de escadas, num qualquer arraial dos Santos...

Read More

A casa que o meu país não abraçou

[ad#admin] Faço a barba sem medo, quase de olhos fechados, apesar da lâmina que já devia ter substituído há dois meses. Com um rasgo de coragem saio da casa que não pago há meses, e deixo para trás as reminiscências, que só voltarei a ver ao fim-do-dia, no espelho em que me debruço e não me reconheço. Saio com uma disfarçada calma, que não é mais que fraqueza. Mas, todos me julgam um homem bom… de poucas palavras, mas sério e...

Read More

Pensamentos de uma apaixonada

[ad#admin] Nasci, cresci e aprendi… Olhei, copiei e desvalorizei… Tudo leva o rumo certo até que somos “atropelados” pela dita sociedade, e somos arrastados por essa multidão, tendemos a olhar ao nosso redor, absorver a informação que circula em todas as direcções e segui-la, formando assim o chamado pensamento comum, que hoje em dia é muito usual, se ao nosso lado se queixam da vida, tendemos a achar que a nossa também não é bem como...

Read More

Subitamente só. (Continuação)

[ad#admin] Vencido por fora, a ferver por dentro, encarou o resto do dia com alguma astúcia mental. Teria que ser inteligente para vencer a luta com a sua sombra, escura e traiçoeira. Tornou-se um homem frio, distante, calculista, por vezes amargo até … As personagens com quem interagia no dia a dia, estranhavam-lhe o comportamento as atitudes o semblante … Agia por objectivos e preparava-se para eventuais cenários que...

Read More