Serenidade de um toque, ao qual não se presencia qualquer desconforto

[ad#admin] Parece ela ser uma pessoa bem aparentada, entregue ao mundo real e feliz com a vida que leva. Mal sabemos nós que dentro dela há uma enorme falta da própria presença… Tendo ela um olhar intrigante e cúmplice de uma felicidade inédita e esgotada no mundo. Mas em coisas que nenhum reparou, reparei eu. Na cólera e despaixão que se encontra nos seus simples actos de agarrar as coisas, a forma de deitar a cabeça na almofada e a...

Read More