Segurança do trabalho?

[ad#admin]

Segurança do trabalho é uma área profissional que lida com a prevenção de de acidentes, resguardando a saúde e segurança do trabalhador na indústria. Normalmente são representados pela figura do SESMT na empresa, compondo um quadro especifico de profissionais: Engenheiro de segurança, técnico de segurança, enfermeiro do trabalho, médico do trabalho, auxiliar de enfermagem do trabalho. Cada um nas suas respectivas especialidades, mas trabalhando juntos em prol do coletivo.

Atualmente, estudo na área de segurança como um técnico do trabalho no IFCE, antigo CEFET, no Ceará. Ao entrar no curso, pude ter uma visão bem mais ampla do que é ser um prevencionista e o papel deste profissional na sociedade. Essa história que o técnico é aquele cara que anda de um lado para o outro e não faz nada na empresa é balela, o profissional da área de segurança trabalha e muito e vai além disso, carrega uma grande responsabilidade, já que o seu trabalho influencia na segurança e bem estar das pessoas, sendo bem feito, pode salvar muitas vindas, mas caso não…

Basicamente, o profissional da área de segurança estuda e aplica métodos eficazes que beneficiem a saúde e segurança do trabalhador, olha a empresa como um todo e compromete-se a diminuir ou eliminar os riscos a que todos estão sujeitos. A previdência social gasta bilhões por ano com acidentes do trabalho, milhares de funcionários acidentam-se todos os anos. Vendo esta situação alarme, a importância do profissional prevencionista se torna cada vez maior, tanto que toda empresa dentro de uma faixa de risco e dependendo do número de funcionários, é necessariamente obrigada a contratar uma equipe da are de segurança, não é opção, é lei!

Algumas das disciplinas que você estuda no curso são : Introdução a segurança do trabalho, estatística, português instrumental, medicina do trabalho, entre outras. A “bíblia” do profissional dessa área são as normas regulamentadoras ou as NR, um conjunto de leis que regem a área de segurança e medicina do trabalho. Ao todo, atualmente são 35 normas, aumentando e adaptando-se gradualmente aos longo dos anos.

Uma comparação interessante é que a equipe que trabalha nesse ramo são como os “anjos da guarda” dos trabalhadores na indústria, por mais que as vezes tenham que ser chatos por cobrar o uso do EPI, por exemplo, cada alma dentro da empresa deveria ter uma enorme gratidão por estes profissionais, pois as suas vidas dependem deles 24 horas durante as horas de trabalho. Eu estou adorando e me aprofundando cada vez mais na área.


Author: naldoescritor

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*