Como funciona um consórcio de veículo

[ad#admin]

Adquirir um veículo é o sonho de muitas pessoas, mas, juntar dinheiro para quitá-lo a vista nem sempre é possível. Há diversos tipos de financiamento disponíveis no mercado e há também o sistema de consórcio de veículo, que pode ser uma ótima alternativa para adquirir um carro, seja esse novo ou usado.

No consórcio, as pessoas que aderem a ele pagam parcelas que são destinadas à formação de uma poupança em comum, com todos do grupo. Quem participa desse grupo tem o direito de utilizar essa poupança para a adquirir um bem ou serviço, nesse caso, um veículo. Tudo isso é regido pelo contrato feito com o grupo. As contribuições pagas ao grupo contemplam seus integrantes com crédito, que será usado para comprar o veículo. Resumidamente, consórcio é uma poupança coletiva que é administrada por uma instituição e cada componente do grupo, que é sorteado, tem direito a usar o valor dessa poupança para pagar o veículo. Se ao chegar ao final dos pagamentos do consórcio a pessoa não tiver sido sorteada, ela terá direito a pegar o seu automóvel.

Esse sistema é ideal para quem não precisa do bem imediatamente e para quem tem o valor do consórcio disponível no orçamento. Boa parte deles, a pessoa pode optar por retirar o veículo ou o valor referente a ele, tornando o consórcio uma ótima maneira de se poupar dinheiro. Quem normatiza e fiscaliza o Sistema de Consórcios no Brasil é o Banco Central do Brasil, de acordo com a Lei nº 11.795/2008.

Ao decidir participar de um consórcio a pessoa pode entrar tanto em um grupo novo ou em um grupo já formado e já iniciado. A pessoa deve adquirir uma cota diretamente com a administradora do consórcio. De acordo com a legislação há uma divisão nos tipos de consórcios e esse está inserido na classe 1: “Classe I: veículo automotor (automóveis, camionetas, utilitários, bugies, motocicletas, motonetas, ciclomotores, triciclos, ônibus, micro-ônibus, caminhões, tratores etc), aeronave, embarcação, máquinas e equipamentos.”
A duração do consórcio varia de acordo com a administradora e com o grupo, assim como as parcelas, que se alteram de acordo com o bem adquirido. Em alguns casos, o pagamento antecipado das prestações é possível e traz alguns benefícios. Cabe ao contratante ler o contrato com atenção para ver como funcionam esses itens, antes da contratação.

[ad#admin]

Author: wendsonbob

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*