Ana Furtado aboliu açúcar para não alimentar células do câncer: Médica explica

Desde que iniciou o tratamento contra o câncer de mama, Ana Furtado mudou alguns hábitos alimentares. Uma das coisas que a apresentadora cortou de seu cardápio durante as sessões de quimioterapia, foi o café, que associado aos medicamentos, causava um desconforto estomacal.

Hoje, curada do câncer, Ana Furtado faz um tratamento preventivo e contou ao VIX que deixou de consumir todo o tipo de açúcar, até mesmo adoçante, pois segundo ela, as células cancerígenas se alimentam da glicose.

Ana Furtado não consome mais açúcar

Recentemente, Ana Furtado participou da 2ª edição do Reflexões Piccadilly, um evento cujo tema era “Revele o Rosa”, que promoveu um bate-papo com mulheres que já enfrentaram o câncer de mama.

Durante o evento, a apresentadora falou sobre algumas mudanças na alimentação. Ela revelou que não consome mais nenhum alimento que contenha açúcar e explicou o motivo.

“Tem algumas coisas que eu cortei definitivamente, uma delas é o açúcar, qualquer tipo de açúcar, nem adoçante. É uma coisa que eu realmente bani da minha vida por orientação médica”, contou Ana, que explicou o por quê: “as células de câncer se alimentam de açúcar“.

De fato, a glicose alimenta as células cancerígenas, da mesma maneira que é usada como fonte de energia para todas as outras células do nosso organismo, entretanto, de acordo com com a ginecologista, mastologista e obstetra Bruna Salani Mota, médica assistente da mastologia do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp), isso não quer dizer que o consumo do açúcar acelera a velocidade de crescimento de um tumor.

Relação entre açúcar e câncer

O consumo de açúcar em excesso pode causar diversas complicações no organismo a curto e longo prazo, como altos níveis de colesterol e triglicérides no sangue, aumento da pressão arterial e obesidade.

Segundo Bruna, o excesso de peso pode ter ação direta no desenvolvimento do câncer, já que é um dos fatores de risco para a doença.

De acordo com a especialista, o consumo de açúcar por si só não aumenta o risco de tumores, mas o excesso de peso pode influenciar no desenvolvimento do câncer.

“A obesidade associada ao excesso ingestão alimentar que pode ocorrer com a ingestão de carboidratos em excesso (principalmente os carboidratos oriundos de alimentos processados e ultraprocessados) ou gordura, aumentam a produção de estrogênio que, consequentemente, aumenta o risco de câncer de mama”, afirmou a médica.

A maioria dos tipos de câncer de mama são hormonais. Isso quer dizer que suas células têm receptores que se ligam aos hormônios estrogênio e/ou progesterona, portanto altos níveis de estrogênio ajudam as células cancerosas a crescerem e se disseminarem.

Pacientes com câncer devem cortar açúcar da dieta?

De acordo com a especialista, o ideal é que o paciente tenha uma dieta saudável e consuma mais alimentos naturais. Além disso, também é necessário ter consciência acerca do consumo e individualizar as recomendações.

“As pacientes com diagnóstico de câncer devem ser orientadas a manter uma dieta saudável, baseada em alimentos in natura, redução da ingestão de álcool e programa de atividade física regular de modo que controlem o peso de forma adequada ou reduzam o peso em caso de obesidade e assim reduzem o risco para recidiva”, finalizou Bruna.

Fonte: Vix

Author: admin

Administrador do "Tema-Livre"

Share This Post On

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*